Caos na Indonésia com terremotos e tsunami, já são mais de 830 mortos

A Indonésia atravessa um momento de grande dificuldade. As autoridades já informaram que subiu para 832 o número de vítimas após os terremotos e o posterior tsunami.

Sutopo Purwo Nugroho, porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB), deu uma entrevista coletiva em Jacarta e contou que 821 pessoas morreram em Palu e as demais 11 no distrito de Donggala.

Sutopo também explicou que apesar de não ter comunicações com Donggala, foi possível receber relatórios sobre estas mortes.

Palu, capital da província de Célebes Central e com uma população de 350 mil habitantes, é sem dúvida alguma, a região mais castigada pelo tsunami. Depois vem Donggala, distrito com cerca de 277 mil habitantes.

A catástrofe começou quando ocorreu um terremoto de 6,1 graus na escala Richter, causando morte e deixando vários feridos. Três horas depois aconteceu o terremoto de 7,5 graus e o posterior tsunami.

Os terremotos continuam sendo registrados desde então na região, mantendo em tensão os moradores.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, escreveu em seu perfil no Twitter: “Quero ver eu mesmo e me assegurar que a resposta ao impacto do terremoto e do tsunami em Célebres Central chegue a todos nossos irmãos de lá. Peço a todo o país que reze por eles“.

Veja também

Menina de 12 anos tenta envenenar os pais e a irmã, ela foi apreendida