Corpo da menina Vitória é enterrado em Araçariguama e causa revolta e comoção

Quem esteve presente no enterro da menina Vitória, de 12 anos, que saiu para andar de patins e acabou sumindo, sentiu uma mistura de revolta e comoção. Familiares e amigos tentavam entender como alguém poderia ter feito mal a esta criança.

Cerca de 2 mil pessoas acompanharam o sepultamento, que foi na manhã deste domingo (17). O corpo de Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, foi enterrado no cemitério municipal de Araçariguama, interior de São Paulo.

O corpo de Vitória foi encontrado no sábado (16), em uma estrada rural, após ficar oito dias desaparecida. No último dia 8, ela saiu para andar de patins e não voltou mais para casa.

Para a polícia, Vitória foi sequestrada e assassinada, mas o caso ainda está sendo investigado. O corpo da menina foi velado durante a noite, depois de passar por perícia no Instituto Médico Legal de Sorocaba.

O velório e o sepultamento foi marcado por um clima de comoção. Rosana Guimarães, mãe de Vitória, passou mal e não conseguiu acompanhar o enterro.

O pai, Beto Vaz, foi segurando a parte da frente do caixão. Uma ala do cemitério precisou ser isolada, de tanta gente que foi ao sepultamento.

A polícia acredita que a menina foi assassinada por engano, tendo sido confundida com outra pessoa. Sequestrada, a menina teria sido levada de carro para a estrada onde foi morta. Mas ainda há dúvidas se ela foi assassinada no local ou se o corpo foi apenas deixado lá.