CPMF? Equipe de Guedes pretende criar imposto sobre movimentação financeira

CPMF é um dos assuntos mais comentados no Twitter, nesta sexta-feira, dia 2. O motivo, é que a equipe econômica do presidente eleito Jair Bolsonaro quer criar um imposto sobre movimentações financeiras para acabar com a contribuição ao INSS que as empresas recolhem sobre os salários dos funcionários.

A CPMF incidiria sobre todas as operações, seja saques e até transações bancárias. Acredita-se que seria possível arrecadar cerca de R$ 275 bilhões por ano.

O modelo é bem parecido ao da extinta CPMF, só que a equipe refuta a comparação, afirmando que se trata de uma substituição, e não da criação de um novo imposto.

Veja o que Jair Bolsonaro postou em seu Twitter logo cedo:

Jair Bolsonaro define fusão da Agricultura com Meio Ambiente e Marina Silva protesta

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), que foi indicado como chefe da Casa Civil do governo de Jair Bolsonaro (PSL), informou hoje que o novo gabinete terá entre 15 e 16 ministérios.

Foi realizada uma reunião da cúpula do novo presidente, na casa de Paulo Marinho, Onyx também anunciou a fusão dos ministérios do Meio Ambiente com o da Agricultura.

Marina Silva postou o seguinte comentário em seu perfil no Twitter: “A decisão de fundir o Ministério do Meio Ambiente ao da Agricultura será um triplo desastre. Estamos inaugurando o tempo trágico da proteção ambiental igual a nada. Nem bem começou o governo Bolsonaro e o retrocesso anunciado é incalculável“.

Jean Wyllys comentou no Twitter: “É isso que acontece quando um candidato a presidente da República foge dos debates e só dá entrevistas para jornalistas e emissoras que não o questionam. É eleito sem precisar explicar o que (não) pensa sobre o país e já anuncia uma catástrofe pra área ambiental“.