Feriado 9 de julho: saiba o que São Paulo homenageia neste dia

Dia 9 de julho é comemorada a Revolução Constitucionalista e é feriado no estado de São Paulo, mas não no restante do Brasil. Quem não mora em São Paulo e nem precisar ir ao estado neste dia, não terá nenhum problema. Mas quem mora em São Paulo ou precisará ir ao estado no dia 9 de julho, precisa se programar.

O feriado de 9 de julho também é conhecido por ‘Dia da Revolução e do Soldado Constitucionalista’, é um dia onde se prestam homenagens ao movimento que lutou contra a ditadura do governo de Getúlio Vargas, em 1932.

Vargas chegou ao poder com a revolução de 1930 e contou com a ajuda dos paulistas. Só que o tempo foi passando e não teve eleições para uma nova Assembleia Constituinte. Representantes do Exército se sentiram traídos e resolveram protestar.

A Revolução Constitucionalista foi o último grande combate armado que teve no Brasil. Ao fim do conflito, com exceção dos militares da Força Pública de São Paulo, os principais líderes do Movimento Constitucionalista foram enviados para o exílio em Portugal.

Entre os paulistas, as baixas são estimadas em mais de mil mortos. Atualmente, no mausoléu do Obelisco do Ibirapuera é guardada as cinzas de 713 ex-combatentes, além dos cinco jovens mortos em decorrência do protesto contra o governo de Getúlio Vargas em 23 de maio de 1932.

Do lado federal, jamais foram liberados estimativas de mortos ou feridos. A Revolução de 1932 foi considerada por historiadores como um dos maiores conflitos na história brasileira no século XX.

Apesar da derrota militar, as lideranças paulistas consideraram terem obtido uma vitória moral.[90]No estado de São Paulo, a Revolução de 1932 transformou-se na mais importante referência histórica da cidadania, dos valores e dos princípios de sua gente, a exemplo do que é a Guerra dos Farrapos para os gaúchos.

Ainda durante o conflito, por meio da propaganda, foram reavivadas as tradições bandeirantes do estado, por exemplo, com imagens dos principais bandeirantes paulistas nas ilustrações das notas da moeda paulista colocada em circulação, no rádio, em cartazes e em outras várias publicações.

O dia 9 de julho desde 1997 é feriado no Estado de São Paulo, em que são realizados diversos desfiles e eventos comemorativos por todo Estado em lembrança daquele evento histórico e também daqueles que tombaram pela causa Constitucionalista.

Contudo, no restante do país não há qualquer comemoração referente a Revolução Constitucionalista de 1932 e também é pouco lembrado, mesmo nos círculos acadêmicos, embora tenha ficado marcado na história do Brasil como um dos principais conflitos civil e militar, tanto pela mobilização ocorrida quanto pelo número de mortos, que em muito superou as baixas ocorridas na campanha militar brasileira na Itália na Segunda Guerra Mundial.