Gusttavo Lima é acusado de crime ambiental e se defende nas redes sociais







O cantor Gusttavo Lima foi indiciado hoje pela Polícia Civil de Goiás juntamente com mais três pessoas por crime ambiental. De acordo com o delegado Luziano de Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (Dema), Gusttavo Lima ampliou uma represa de sua fazenda, localizada em Bela Vista de Goiás, na região metropolitana de Goiânia, sem licença.
O delegado contou que a represa tinha 3 hectares e que a meta da obra era chegar a 4,1 hectares. Em outubro e janeiro, o Batalhão Ambiental chegou a visitar o local e encontrou máquinas trabalhando na obra. A equipe registrou a ocorrência e avisou que a obra não deveria estar acontecendo por falta de licença.
Gusttavo Lima e as outras três pessoas responderão pelo crime previsto no artigo 60 da lei 9.605. A pena prevista é de um a seis meses de detenção ou multa, ou as duas penalidades juntas.
A assessoria de imprensa de Gusttavo Lima informou que “não foi feita uma perícia técnica que pudesse comprovar as irregularidades” e que as obras feitas até o momento “foram feitas de acordo com a legalidade”.
Confira o posicionamento na íntegra:
O advogado de Gusttavo Lima não teve informação sobre conclusão do inquérito, mesmo porque não foi feita uma perícia técnica que pudesse comprovar as irregularidades mencionadas.
As obras realizadas na fazenda até o momento foram feitas de acordo com a legalidade, a parte de limpeza e pasto tinham licença. Em 18/12/2017 após estudos técnicos feitos pela equipe contratada pelo cantor, foi protocolado pedido de licença junto a Secretária do Meio Ambiente de Goiás. Desde então, a parte da obra referente a esta licença foi paralisada, aguardando liberação.
O responsável pela obra, mesmo sem ter sido chamado foi a delegacia prestar depoimento, nesta mesma data foram solicitados vários documentos, os mesmos já foram entregues.
Em resumo, não há nenhum tipo de obra referente a ampliação da represa em curso, e só será feita mediante a liberação da licença dos órgãos competentes. Vale ressaltar que não houve negativa da Secretária de Meio Ambiente, porque o pedido ainda esteja sendo avaliado
.”
Gusttavo Lima se defendeu nas redes sociais, confira:
Referente aos comentários sobre a represa na minha fazenda, quando comprei a fazenda ANO PASSADO a represa já existia, aliás… Ela existe desde 1994, sobre base nas acusações, estou aqui pra deixar bem claro que…
Esse ano eu quis ampliar a represa e minha licença NÃO foi negada, ela está em análise. Não pode haver conclusão de inquérito sem perícia técnica, as obras referente a ampliação do lago estão paralisadas desde que foi protocolado o pedido …
A única coisa que foi feito na fazenda, foi a limpeza de pastos com total autorização do meio ambiente…






DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui