Mãe é proibida por seguranças de amamentar o filho em terminal de ônibus

Uma mãe foi proibida de amamentar seu filho em um terminal de ônibus, em Santo André, São Paulo e o caso virou uma grande polêmica. Há quem concorde e quem discorde do segurança que proibiu a mãe de amamentar.

Thaís tem 21 anos e estava voltando do médico com seu bebê, quando a criança começou a chorar, com fome. A jovem estava no Terminal Vila Luzita e não pensou duas vezes para amamentar seu filho.

Ela sentou-se, abriu a blusa e começou a amamentar o bebê, só que 3 funcionários do terminal se aproximaram da mãe e avisaram que era proibido amamentar naquele local, pois se tratava de atentado violento ao pudor.

A mãe então quis ir para o banheiro, amamentar o filho, pois não deixaria a criança com fome, só que os funcionários disseram que se ela fosse lá, teria que pagar outra passagem. É que o banheiro fica do lado de fora da estação.

Fiquei assustada, eu me senti coagida, como se estivesse fazendo algo de errado. Eu ainda estou me sentindo culpada, como se eu tivesse exposto meu filho“, disse Thaís.

Vale lembrar que a lei estadual 16.047, de 2015, dá a toda mãe o direito ao aleitamento materno nos estabelecimentos de uso público ou privado.

Deixe abaixo seu comentário, dizendo o que acha de tudo isso.