Órfãos da Terra: sensível e esmerada, nova novela da Globo traz excelente impressão em sua estreia

Órfãos da Terra

Depois de longos cinco anos longe da TV, Duca Rachid e Thelma Guedes estão de volta à faixa das 18h. Aclamada por sucessos como “Cama de Gato” (2009-10) e “Cordel Encantado” (2011, em reprise no Vale a Pena Ver de Novo), as autoras dão novamente o ar da graça com “Órfãos da Terra”, que estreou nesta terça-feira com a missão de alavancar o horário das 18h.

Órfãos da Terra também tem a missão de manter as boas qualidades de “Espelho da Vida”, de Elizabeth Jhin – que terminou com uma das audiências mais baixas do horário, mas obteve grande repercussão na internet e nas redes sociais.

A ausência da dupla durante todo este período foi marcada por percalços. Após o fracasso de “Joia Rara” (2013-14) – que, ainda assim, foi premiada com o Emmy Internacional de Melhor Novela em 2014 –, as autoras investiram em uma sinopse para as 21h, intitulada “O Homem Errado”.

O argumento até foi aprovado, mas, após a entrega dos capítulos, o projeto foi cancelado em setembro de 2016 e a vaga foi assumida por Walcyr Carrasco (“O Outro Lado do Paraíso”).

Logo depois, a atual sinopse – ainda chamada “Filhos da Terra” – foi apresentada para as 18h, chegou a ser movida para as 23h (se tornando uma “supersérie”) e logo depois voltou para o horário atual, seguida pela mudança de nome.

Confira aqui o texto completo.