‘Vitória Gabrielly foi morta por engano, por dívida de R$ 7 mil’, revela testemunha chave

Um homem, que é testemunha chave no caso da morte de Vitória Gabrielly, contou à polícia civil que a menina foi morta por engano. Ele disse que deve R$ 7 mil a um traficante e Vitória foi executada no lugar de sua irmã, após os assassinos se confundirem.

O depoimento foi dado ao DHPP – Departamento Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa, em São Paulo, nesta última terça-feira, dia 3.

Esse homem mora em Araçariguama, tem ligações com o tráfico de droga e estava devendo R$ 7 mil a um traficante, que sempre puni os familiares de quem lhe deve.

Esse sujeito já tinha recebido ameaça de que sua irmã seria assassinada e ela tinha as mesmas características de Vitória Gabrielly. Essa testemunha agora se encontra no serviço de proteção a testemunhas.

A polícia agora tentará chegar a este traficante, responsável por mandar matar Vitória.